segunda-feira, 20 de agosto de 2018

William Wyler – “Os Melhores Anos das Nossas Vidas” / “The Best Yers of Our Lives”



William Wyler – “Os Melhores Anos das Nossas Vidas” / “The Best Yers of Our Lives” 
(EUA – 1946) – (170 min. – P/B) 
Myrna Loy, Dana Andrews, Frederic Maech, Teresa Wright, Virginia Mayo, Harold Russell, Cathy O’Donnel. 

Por vezes existem filmes sobre os quais lemos e ouvimos falar, mas só quando os vimos podemos ter uma opinião sobre eles e muitas vezes ficamos de tal forma surpreendidos, que nos esquecemos de tudo o que lemos e ouvimos, porque “The Best Years of Our Lives” ultrapassa tudo, tal é a forma perfeita como está realizado e interpretado e depois temos um argumento assinado por Robert Sherwood que nos alerta para a chegada do McCartysmo e da tristemente famosa caça às bruxas, quando vemos esse cidadão anónimo a confessar a Fred Derry (Dana Andews) que afinal lutaram contra o inimigo errado na guerra. Afinal, os nazis e os japoneses combatiam o mesmo inimigo: os vermelhos! 

Mas, infelizmente, estou-me a adiantar para quem não viu ainda este fabuloso filme realizado por William Wyler, rodado em 1946, que conquistou 7 Oscars e que nos conta a história de três militares que regressam a casa, cada um deles pertencente a um ramo diferente das forças armadas e também a classes sociais bem distintas. Iremos assim acompanhar a vida destes homens iguais, certamente, a milhões de outros que, como eles, regressaram a casa e descobriram um país bem diferente. As suas dificuldades de inserção, a forma como são tratados por aqueles que ficaram comodamente em casa e temem que estes combatentes lhes roubem os empregos, porque são heróis da guerra, mas também esses familiares que, na sua ausência, reorganizaram as suas vidas de forma diversa ou, simplesmente, tentaram sobreviver da melhor maneira possível. 

Se todas as interpretações são memoráveis em “Os Melhores Anos das Nossas Vidas” / “The Best Years of Our Lives”, teremos sempre que referir o caso de Harold Russell, que perdeu as mãos ao trabalhar com dinamite e que um dia irá participar num filme militar sobre a integração das pessoas com deficiência e cuja interpretação nesse documentário vai levar o cineasta Wiliam Wyler a convidá-lo para interpretar o marinheiro Homer Parrish, que o levará a conquistar 2 Oscars, uma dessas interpretações memoráveis que marcam decididamente a Sétima Arte. 

“The Best Years of Our Lives” / “Os Melhores Anos das Nossas Vidas”, de William Wyler, permanece uma obra incontornável no interior da Sétima Arte! 

2 comentários:

  1. Este filme é fantástico! Vi-o várias vezes. Era muito apreciado lá em casa.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tínhamos ouvido falar sobre ele, mas só agora o vimos e ficámos surpreendidos pela qualidade e mensagens inerentes. Simplesmente fabuloso!
      Muito boa tarde!

      Eliminar