sábado, 2 de junho de 2018

Bart Freudlich – “Amor ao Acaso” / “The Rebound”


Bart Freudlich – “Amor ao Acaso” / “The Rebound” 
(EUA – 2009) – (95 min./Cor) 
Catherine Zeta-Jones, Justin Bartha, Andrew Cherry, Art Garfunkel. 

No dia em que, por mero acaso, Sandy (Catherine Zeta-Jones) descobre que o marido tem um caso extra-conjugal, os alicerces do seu casamento desabam por completo e ela decide mudar-se para New York com os filhos, recomeçando uma nova vida aos 40 anos. 
Já Aram (Justin Bartha), é um jovem de vinte anos que finalmente percebeu que a francesa com quem casou apenas pretendia a célebre “Green Card”, tendo partido pouco tempo depois, deixando-o profundamente abalado, embora ele não peça o divórcio para ela não ser expulsa da América e assim, estes dois seres bem diferentes em tudo, irão cruzar-se na grande metrópole, embora caminhem por estradas paralelas. 

Bart Freudlich não é um Woody Allen, mas possui um olhar bem característico das relações humanas, que surge bem expressado nos seus filmes, embora por vezes a linguagem seja um pouco imprópria. 
Neste “Amor ao Acaso”, um certo universo feminino fica bem patente nesta comédia romântica, diferente do habitual e onde Catherine Zeta-Jones brilha mais uma vez. Só para terminar, uma chamada de atenção para o facto de o argumento ser do próprio cineasta, algo a que Bart Freudlich, já nos habituou. 

Rui Luís Lima

Sem comentários:

Enviar um comentário