quarta-feira, 7 de junho de 2017

Kathryn Bigelow – “Estranhos Prazeres” / “Strange Days”


Kathryn Bigelow – “Estranhos Prazeres” / “Strange Days”
(EUA – 1995) – (145 min. / Cor)
Ralph Fiennes, Angela Bassett, Juliette Lewis, Tom Sizemore, Vincent d’Onofrio, Michael Wincott.

Quando Kathryn Bigelow realizou “Estranhos Prazeres” / “Strange Days”, em 1995, estava longe de pensar que muitos anos depois iria derrotar o seu ex-marido James Cameron numa das mais emocionantes noites de Oscars dos últimos anos, com a película “Estado de Guerra” / “The Hurt Locker”.
Esta cineasta, oriunda das artes plásticas e que se celebrizou pelos seus filmes de acção, um território pouco habitual no universo feminino, tendo optado pela realização, constrói em “Estranhos Prazeres” / “Strange Days” um thriller futurista, que capta de imediato a atenção do espectador, onde Ralph Fiennes nos oferece uma versatilidade até então desconhecida, ao personificar o ex-polícia Lenny Nero, caído em desgraça, que comercializa vídeos ilegais que oferecem emoções e memórias de outras pessoas em busca do prazer absoluto.


Estamos assim numa Los Angeles que fica a meio caminho daquela que nos foi oferecida por Ridley Scott em “Blade Runner”, mas onde o caos e a violência também imperam, ao mesmo tempo que estes famosos vídeos, comercializados ilegalmente, remetem o espectador para esse tabu, já por diversas vezes abordado pela sétima arte, que são os snuff films, cuja existência nunca foi devidamente comprovada e que retratam o assassínio de seres humanos, onde o sadismo e a violação andam de mãos dadas com a morte violenta.


A acção situa-se nas vésperas da passagem do ano, Lenny Nero (Ralph Fiennes, com uma interpretação espantosa) recebe um vídeo com as memórias e o assassinato de uma prostituta e decide começar a investigar por conta própria, terminando por contar com a ajuda de Lornette Mason (Angela Bassett), ao mesmo tempo que tenta reconquistar Faith Justin (Juliette Lewis), o seu amor de sempre, que inevitavelmente irá cruzar a sua vida com o assassino.


“Estranhos Prazeres” / “Strange Days”, com argumento de Jays Cocks e James Cameron, convida-nos a mergulhar no caos da cidade de Los Angeles, uma cidade quase sem lei e onde a corrupção nos remete para os famosos filmes de gangsters do cinema clássico norte-americano. A forma como Kathryn Bigelow nos dá a ver os acontecimentos é bem reveladora do seu saber em manipular os materiais cinematográficos ao seu alcance, prendendo desde o primeiro minuto o espectador ao desenrolar da intriga. Já a magnífica direcção de actores oferece-nos interpretações verdadeiramente surpreendentes.

Kathryn Bigelow

“Estranhos Prazeres” / “Strange Days” revela-se como uma excelente porta de entrada para o universo cinematográfico de Kathryn Bigelow, uma cineasta invulgar, cuja obra bem merece ser seguida e estudada, tendo em conta que ela habita um território onde impera o sexo masculino, cinematograficamente falando.

Sem comentários:

Enviar um comentário