sexta-feira, 5 de maio de 2017

Ted Kotcheff – “Linhas Trocadas” / “Switching Channels”


Ted Kotcheff – “Linhas Trocadas” / “Switching Channels”
(EUA – 1988) – (105 min. / Cor)
Kathleen Turner, Burt Reynolds, Christopher Reeve, Ned Beatty, Henry Gibson.

Se “A Jóia do Nilo” / “The Jewel of the Nile” era uma sequela de “Em Busca da Esmeralda Perdida” / “Romancing the Stone”, já “Switching Channels” / “Linhas Trocadas” surge como um verdadeiro “remake” da famosa peça de Ben Hecht, levada ao grande écran por Howard Hawks em 1940, contando com Cary Grant e Rosalind Russell nos protagonistas de “His Girl Friday” / “O Grande Escândalo”, só que desta vez a acção passa da imprensa escrita para um canal de televisão e os intérpretes são Kathleen Turner, Burt Reynolds e Christopher Reeve.


Christy Colleran (Kathleen Turner) é a melhor jornalista do canal de televisão e um dia irá fazer cair a tragédia sobre a estação ao decidir abandonar a sua vida profissional, para casar com o magnata Blaine Bingham (Christopher Reeve), mas o seu chefe John Sullivan IV (Burt Reynolds) tudo irá fazer para sabotar a felicidade do matrimónio que se anuncia, utilizando a reportagem acerca de um inocente, que se encontra no corredor da morte, como um excelente pretexto para Christy Colleran (Kathleen Turner) adiar o matrimónio.


Conhecendo melhor do que ninguém a jornalista e sabendo o seu apetite por este género de notícias, John Sullivan IV irá fazer com que as “linhas sejam trocadas” e aquele futuro radioso que a aguardava acabará por se perder, a favor dessas mesmas reportagens que são a sua verdadeira razão de viver, sempre em permanente “stress” no intuito de ultrapassar a concorrência.

O canadiano Ted Kotcheff, que conta na sua filmografia a feitura de “First Blood” / “A Fúria do Herói”, assina aqui uma comédia verdadeiramente deliciosa, embora o original de Howard Hawks seja evidentemente superior.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Um filme que vale a pena descobrir pois nela navega uma certa herança do cinema clássico e muito em especial do filme de Howard Hawks, do qual este é um "remake" transportando a acção para esse meio que é a televisãom revelando-se de uma actualidade enorme!´
      Votos de um bom fim-de-semana!

      Eliminar