quinta-feira, 4 de maio de 2017

Jonathan Demme - “Filadelfia” / “Philadelphia”


Jonathan Demme  - “Filadelfia” / “Philadelphia”
(EUA – 1993) – (125 min. / Cor)
Tom Hanks, Denzel Washington, Jason Robards, Joanne Woodward, Antonio Banderas.

No início da década de noventa do século passado, a SIDA ainda era uma questão tabu no interior do cinema de Hollywood, apesar de em 1989 a película “Companheiros de Sempre” / “Longtime Companions” de Norman René, que em Portugal se estreou no cinema Quarteto, ter abordado de forma perfeita o assunto, embora o filme tenha tido pouca visibilidade devido ao facto de ser oriundo do cinema independente, caindo rapidamente no esquecimento, nos dias de hoje.


Jonathan Demme, que ganhara o Oscar da Academia com “O Silêncio dos Inocentes” / “The Silence of the Lambs”, decide em 1993 realizar, através dos Grandes Estúdios, “Filadélfia” / “Philadelphia”, tendo no elenco actores como Tom Hanks, Denzel Washington e o veterano Jason Robards, que de imediato proporcionaram uma enorme visibilidade à película, para além de ter também uma extensa galeria de excelentes secundários.

Jonathan Demme

Andrew Beckett (Tom Hanks) é um advogado de sucesso a trabalhar numa dessas poderosas firmas de advocacia norte-americana, escondendo de todos o facto de ser homossexual; no dia em que é atingido pelo vírus, os problemas começam a suceder-se e quando Charles Wheeler (Jason Robards) se apercebe do sucedido, decide demiti-lo alegando incompetência.
Inicia-se então a luta de Andrew Beckett pela defesa do seu bom-nome, ao mesmo tempo que luta contra a doença, decidindo contratar o advogado Joe Miller (Denzel Washington) para o defender, terminando Andrew Beckett por se confrontar com a homofobia do seu advogado de defesa que, embora aceite o caso, possui imensos preconceitos em relação ao seu constituinte. Mas ao longo do processo, Joe Miller acabará por mudar de opinião e irá começar a ter uma visão bem diferente do seu cliente.


Jonathan Demme em “Filadélfia” / “Philadelphia” oferece-nos uma película que mostra a luta contra os preconceitos e a homofobia, ao mesmo tempo que acompanhamos a vida de Andrew Beckett, com a saúde cada vez mais debilitada, numa excelente composição de Tom Hanks, que acabaria por receber pelo seu desempenho o Oscar da Academia de Hollywood, para o Melhor Actor.


“Filadélfia” / “Philadelphia” irá revelar-se assim como a película que colocou na agenda de Hollywood o combate contra a SIDA, destruindo os tabus existentes no interior da industria cinematográfica acerca do maior flagelo do século XX, revelando-se um filme incontornável na filmografia de Jonathan Demme, que recentemente nos deixou rumo a uma outra Galaxia, ficando na Terra o seu legado cinematográfico.

4 comentários:

  1. Um excelente filme que adorei ver.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca é demais recordar este obra-prima de Jonathan Demme que recentemente partiu.
      Um abraço!

      Eliminar
  2. Um cineasta de qualidade que vai fazer falta! Um filme que vale a pena rever pelas interpretações e pelo tema!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um filme que permanece bem actual. O cinema com a partida de Jonathan Demme ficou decididamente mais pobre.
      Muito boa tarde!

      Eliminar