quinta-feira, 27 de abril de 2017

Charles Laughton – “A Sombra do Caçador” / “The Night of the Hunter”


Charles Laughton – “A Sombra do Caçador” / “Night of the Hunter”
(EUA – 1955) – (97 min. - P/B)
Robert Mitchum, Shelley Winters, Lilian Gish, Billy Chaplin, Sally Jane Bruce.

Charles Laughton, quando realizou este filme, já era bastante famoso como actor, sempre interpretando as suas personagens “no fio da navalha”. O seu Henrique VIII ficou famoso. Mas ao passar para detrás da câmara, construiu uma obra que se distanciou de tudo o que fora feito até então.
Tendo a seu lado o grande director de fotografia Stanley Cortez, o cineasta vai-nos narrar a odisseia das duas crianças, perseguidas por um psicopata, optando por um expressionismo que deixou o universo cinematográfico boquiaberto, já que em “A Sombra do Caçador” / “The Night of the Hunter”, existe esse mundo dos sonhos próprio dos mais pequenos, em confronto com a violência que insiste em os engolir. A forma como Charles Laughton nos oferece a viagem no rio é profundamente poética, embora repleta de elementos góticos que perturbam os dois irmãos.


Harry Powell (um Robert Mitchum que compõe de forma extraordinária a personagem que interpreta) conhece na prisão um homem que está condenado à morte e a quem restam poucos dias de vida. O condenado acaba por lhe confessar que o fruto do roubo porque foi condenado se encontra escondido na casa onde vivia com a mulher e os filhos. E Harry, mal sai da prisão, parte disfarçado de pregador, no intuito de se apoderar do produto roubado.
Possuidor de uma eloquência e um poder sedutor, rapidamente conquista o coração da viúva (Shelley Winters), mas nem tudo corre como tinha planeado e termina por matá-la. As duas crianças fogem num pequeno bote ao longo do rio, acabando por serem recolhidas por uma velha senhora (Lilian Gish), que dá guarida às crianças que vagueiam pelos campos, nessa terrível época da recessão. Mas como não poderia deixar de ser, o falso pregador, que tem tatuado nos dedos as palavras hate (ódio) e love (amor), acaba por descobrir o seu paradeiro, e quando tudo parecia perdido para elas, as autoridades impedem o pior, terminando Harry Powell por ser preso e condenado à morte.


Charles Laughton, cineasta de um filme e autor no verdadeiro sentido da palavra, referiu na época que “A Sombra do Caçador” / “The Night of the Hunter” era a sua homenagem a esse glorioso período mudo, onde se destacou esse criador da linguagem cinematográfica chamado David Wark Griffith. Aliás não é por acaso que Charles Laughton convidou Lilian Gish para interpretar a velha senhora, já que desta forma a sua homenagem também se estendia a essa grande actriz, um dia descoberta pelo autor de “Intolerância”.
Amado por poucos e desconhecido de muitos “Night of the Hunter” / “A Noite do Caçador” permanece uma obra-prima que merece ser descoberta.


PS – Quando vimos o filme, na época da sua reposição comercial, éramos os únicos espectadores na sala de cinema. O filme encontra-se editado no nosso país em dvd numa cópia aceitável, mas também tem a fabulosa edição da "Criterium", mas só disponível, por enquanto para a zona 1.

2 comentários: