domingo, 23 de abril de 2017

Blake Edwards – “Os Meus Problemas Com as Mulheres” / “The Man Who Loved Women”


Blake Edwards – “Os Meus Problemas Com as Mulheres” / “The Man Who Loved Women”
(EUA - 1983) – (110 min. / Cor)
Burt Reynolds, Julie Andrews, Kim Basinger, Sela Ward.


O nome de Blake Edwards citado isoladamente pode dizer pouco, mas se dissermos que ele é o marido de Julie Andrews, uma luz surgirá no túnel fílmico. E se falarmos de Peter Sellers e do seu saudoso inspector Clouseau e das suas desventuras com a Pantera, iluminamos o écran do nosso divertimento.
Suponhamos ainda que o leitor não é muito dado a estas “coisas” do cinema e que o nome deste cineasta nada lhe diz, recordemos a imagem ideal para a sua memória: “10-Uma Mulher de Sonho”. Não se recorda? Então não se lembra da Bo Derek e do "Bolero" de Ravel?!
Afinal sempre conhecia o Blake Edwards e os territórios para o descobrir são os mais diversos, porque “Que Fizeste na Guerra Papá?” Certamente o James Coburn tinha/terá a resposta! Mas se for um cinéfilo irá referir de imediato “Boneca de Luxo” / “Breakfast at Tiffany’s”, com uma inesquecível Audrey Hepburn.


Considerado um cineasta “menor” por determinado sector da crítica, Blake Edwards deixou cair uma pequena bola de neve no pico da montanha e conquistou o reconhecimento generalizado com “Victor/Victoria”, essa deliciosa comédia, onde ele e ela são o outro e o mesmo, ou seja, a arte e artifício da metamorfose do corpo.
Realizador de comédias por excelência e de uma série famosa: “A Pantera” (como já referimos), acabou por sofrer um golpe doloroso com a morte de Peter Sellers ("A Festa" é um dos grandes momentos deste genial actor sob a direcção do cineasta).
Depois houve uma necessidade de continuar a série, tal como se fosse James Bond e aqui ninguém consegue esquecer a imagem de Peter Sellers. Hoje temos um inspector Clouseau interpretado por Steve Martin e basta ver o trailer para se ficar a saber todos os gags... a dupla Sellers/Edwards é imortal no género.


Burt Reynolds adquiriu no cinema uma imagem que o caracterizou como o “duro” e o “galã” (para além do extraordinário desempenho que nos ofereceu em “Boogie Nights” ou o congressista de “Strip-Tease”!). No “remake” que Blake Edwards fez do filme de François Truffaut, “O Homem Que Gostava de Mulheres”, ele é um homem tímido, com imensos problemas com o sexo oposto.
Digamos que os problemas não são muitos, mas profundos, ou seja como gostar de todas ao mesmo tempo? Qual delas a favorita? O escultor que Burt Reynolds personifica, não consegue libertar-se do dilema. Começa então a consultar uma psicanalista e os resultados são transparentes. A paixão bate à porta e ele conquista um novo amor, perdendo evidentemente a psicanalista!!!

Blake Edwards

Mas como resistir a umas belas pernas que passeiam na cidade? A resposta encontrou-a o destino, na paisagem da última morada.
“Os Meus Problemas com as Mulheres” / “The Man Who Loved Women” de Blake Edwards é a tentação da comédia, ao contrário da película de François Truffaut, que revelava um pouco da história/vida do cineasta francês, talvez por isso o amor oferecido por François às suas mulheres fez com que este “remake” de Blake Edwards estivesse tão proximamente afastado do sorriso apaixonado de François Truffaut!

2 comentários:

  1. Conheço o original! Vale a pena rever!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto muito do filme de Blake Edwards, mas também prefiro o original de François Truffaut!
      Bom dia!

      Eliminar