segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Wim Wenders – “Paris, Texas”


Wim Wenders – “Paris, Texas”
(França/Alemanha/Inglaterra - 1984) – (147min. / Cor)
Harry Dean Stanton, Nastassja Kinski, Dean Stockwell, Aurore Clement, Hunter Carson.

"Quando se ama, a visão do ser amado
tem um carácter de absoluto que
nenhuma palavra pode igualar;
um carácter de absoluto, que
só o acto de fazer amor
pode atingir temporalmente"

John Berger in "Modos de Ver"


Há uma imagem do deserto que se movimenta ao correr do tempo e a luz da sua paisagem, ilumina um vulto que se confunde com a aridez do espaço. Não sabemos se é a morte, que a nossa vista alcança, ou a vida perdida nas trevas da memória? O silêncio conduz Travis ao longo das marcas (in)existentes da paixão, até encontrámos a película da dupla Wim Wenders/Sam Shepard: Paris, Texas.


Paris é uma imagem sem rosto.
Texas é a luz que a ilumina.
Paris/Texas é a história
de Travis e Jane
e da sua semente: Hunter.


Wim Wenders/Sam Shepard são o meio de contacto com a história de Travis e Jane.
Sam Shepard é já considerado por muitos, o sucessor de Tennesse Williams, e Wim Wenders é o "amigo americano" esse cineasta da paisagem, que muitas vezes nos faz recordar Edward Hopper.
A paisagem é um dos elementos dos seus filmes. Basta relembrar "Alice nas Cidades" / "Alice in den Stadten", "Movimento em Falso" / "Falsche Bewegung" ou esse hino cristalino da evasão que é "Ao Correr do Tempo" / "Im Lauf der Zeit", uma das mais belas películas dos anos setenta, do século xx.
Wim Wenders é um dos cineastas surgidos após o Manifesto de Oberhausen (que deu origem ao então denominado Novo Cinema Alemão), iniciando-se na curta-metragem em 1967, ao mesmo tempo que desenvolvia intensa actividade crítica. Em setenta realiza "Summer in the City" e um ano depois abandona a crítica cinematográfica.


O seu cinema é composto por referências ao cinema clássico norte-americano, como bom cinéfilo que sempre foi, invadido por outro lado pelo fascínio dos horizontes encantados do olhar.
"O Amigo Americano" / "Der Amerikanische Freund" baseado no livro de Patrícia Highsmith (as aventuras de Tom Ripley), foi a película que possibilitou o encontro de Wim Wenders com Francis Ford Coppola, do qual nasceria essa obra-prima baseado no romance de Joe Gores intitulado "Hammett" (*), filme recheado de "armadilhas", no interior do qual acabaria por nascer, "por força das circunstâncias", "O Estado das Coisas" / "Der Stand der Dinge", Leão de Ouro no Festival de Veneza, reflexo da disputa havida durante a rodagem entre o  produtor e o realizador.


Depois de Wim Wenders ter afirmado na época que já nada havia a inventar no cinema, um fotograma nasce como uma criança-nocturna, olhando o espaço cristalino que a rodeia. "Paris, Texas" é o seu nome. E o amor transmitido por ele é também a imagem da dor e perda, como demonstra a partida de Travis, entregando o pequeno Hunter a Jane. Como alguns sabem as feridas quando abertas nunca saram, porque perdem o sabor da seiva da vida e  só a morte as conquista.


Foi sem dúvida alguma, neste filme, que Nastassja Kinski adquiriu o estatuto de estrela, (**) devido ao confronto do seu rosto no "peep show" com o passado ainda vivo e o presente a nascer na respiração das palavras, através desse reencontro entre mãe e filho, no quarto 1520 e a partida de Travis (***), para junto dos grãos de areia do deserto.
"Paris, Texas" tal como a escrita, deve ser visto, como um fragmento contemporâneo, onde a capacidade de amar e ser amado, se transforma na luta mais angustiante do nosso tempo.


(*) - "Hammett" foi realizado na época em que Francis Ford Coppola filmava "Do Fundo do Coração", terminando Coppola por remontar o filme de Wenders, o que originou um conflito nunca resolvido entre os dois.
(**) - Ela que foi descoberta pelo "grande público" no fabuloso "Tess" de Roman Polanski.
(***) - Durante décadas Harry Dean Stanton pertenceu a essa "trave-mestra" do cinema de Hollywood, denominada actores secundários, e foi com "Paris/Texas" que surgiu pela primeira vez como protagonista.

2 comentários: