quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Francis Ford Coppola – “Jardins de Pedra” / “Gardens of Stone”


Francis Ford Coppola – “Jardins de Pedra” / “Gardens of Stone”
(EUA – 1987) – (111 min. / Cor)
James Caan, Anjelica Huston, James Earl Jones, D. B. Sweeney, Dean Stockwell, Mary Stuart Masterson.

“Peggy Sue Casou-se”/ “Peggy Sue Got Married” reabriu decididamente as portas dos Estúdios para o regresso de Francis Ford Coppola ao convívio da Indústria, portas essas entreabertas anteriormente por “Cotton Club”, nascendo então essa obra-prima intitulada “Gardens of Stone” / ”Jardins de Pedra”, uma bela homenagem ao cinema clássico norte-americano, na qual vamos reencontrar James Caan e Anjelica Huston (que tinha participado no “short/big-movie” da Disney “Captain Eo”).


Embora o tema do filme seja ainda o Vietname, desta feita Francis Ford Coppola decide optar por ficar em território americano, mais concretamente no aquartelamento da Guarda Nacional, onde se fazem as derradeiras Honras aos soldados caídos em combate no Vietname.
A figura do Sargento Clell Hazard, veterano da guerra da Coreia, protagonizada por James Caan, é excelente em toda a sua humanidade, onde iremos assistir a essa luta interior entre o civil e o militar, devido ao amor que ele possui pela mulher amada, Samantha Davis (Anjelica Huston), que além de ser jornalista, se encontra no outro lado do conflito, como oponente a essa guerra decretada por interesses acima da humanidade.
Como não podia deixar de ser, o amor será mais forte, vencendo o “conflito privado do casal”, mas a imagem que Francis Ford Coppola nos oferece da Instituição Militar nesse período e os laços que ligam os seus membros, revela-se de uma perfeição absoluta.


No entanto será a segunda história de amor de “Jardins de Pedra” / Gardens of Stone”, entre Jackie Willow e Rachel Feld, personagens interpretadas por D. B. Sweeney e Mary Stuart Masterson, que irá introduzir o tema da tragédia, que assim servirá para Clell Hazard (James Caan) e Samantha Davis (Anjelica Huston) olharem o tempo que lhes resta de uma forma diferente, porque o amor que os une será sempre mais forte do que as diferenças de opinião que os dividem, terminando a Instituição Militar por sair derrotada deste conflito quotidiano, invasor de tantos lares americanos, durante a guerra do Vietname.


“Gardens of Stone” / “Jardins de Pedra” é uma das mais belas homenagens feitas ao Cinema Clássico Norte-Americano, levada a cabo por um cineasta oriundo dessa geração de setenta que ficou conhecida no Cinema como os “movie-brats”.

2 comentários: