sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

James Ivory – “Quarto Com Vista Sobre a Cidade” / “A Room With a View”


James Ivory – “Quarto Com Vista Sobre a Cidade” / “A Room With a View”
(ING – 1985) – (117 min. / Cor)
Maggie Smith, Helena Bonham Carter, Denholm Elliott, Julian Sands, Simon Callow, Judy Dench, Daniel Day Lewis.

James Ivory, ao longo da sua carreira, sempre se interessou por nos oferecer adaptações literárias no interor do cinema e E. M. Forster foi um dos autores eleitos pelo cineasta norte-americano, surgindo assim com naturalidade “Quarto Com Vista Sobre a Cidade” / “A Room With a View”, “Regresso a Howards End” / “Howards End” e “Maurice”, sendo de referir que a publicação deste último romance só surgiu após a morte do escritor.


Ismail Merchant e Ruth Prawer Jhabvala, respectivamente produtor e argumentista, formaram durante décadas com o cineasta uma verdadeira equipa que trabalhou em conjunto, demonstrando sempre um profundo amor pelas obras literárias que levam ao grande écran. Por outro lado nunca nos poderemos esquecer do contributo fundamental desse director de fotografia, chamado Tony Pierce-Roberts, que deixou sempre, ao longo dos anos, a sua marca naturalista nas películas dirigidas por James Ivory, transformando-se assim  este trio num quarteto perfeito.


“Quarto Com Vista Sobre a Cidade” / “A Room With a View”, que obteve três Oscars, incluindo o de Melhor Argumento Adaptado, leva-nos até à bela cidade de Florença no início do século xx, para conhecermos um grupo de ingleses de visita à cidade e desde logo deparamos com um grupo de turistas bem diferentes, todos hospedados numa pensão, onde ao jantar iremos conhecer os Emerson, pai e filho, com uma visão bem própria sobre o mundo e as pessoas, digamos até progressista, para a época, contrastando com a convencional Charlotte (Maggie Smith) que acompanha a sua prima Lucy (Helena Bonham Carter), uma jovem em busca de um destino e a escritora Eleanor Lavish (Judi Dench), que não esconde de ninguém as suas ideias liberais, de quem Charlotte e Lucy se tornam amigas.


O comportamento dos Emerson em Florença deixa a conservadora Charlotte à beira de um ataque de nervos e quando assiste ao beijo que George Emerson (Julian Sands) dá à prima durante uma viagem pelo campo, fica em estado de choque passando a proteger a prima, ao mesmo tempo que lhe promete guardar segredo do sucedido.
Mas como o destino por vezes se encontra traçado, apesar do desconhecimento dos intervenientes, ao regressarem a Inglaterra, Lucy que se prepara para casar com o “dandy” Cecil Vyse (um fabuloso Daniel Day Lewis), irá descobrir que Mr. Emerson (Denholm Elliott) e o filho George (Julian Sands) alugaram uma casa perto da sua residência, ficando ainda mais perplexa e em perfeito estado de choque, ao saber que foi o seu noivo Cecil que os recomendou ao dono da casa.
Inicia-se assim o verdadeiro calvário de Lucy, que não se sente nada atraída por Cecil, ao mesmo tempo que sente uma afeição cada vez maior por George, embora a esconda de todos


A forma como James Ivory constrói o filme em capítulos, apresentando-nos uns títulos bem sugestivos para cada um, é indicador da sua paixão pelo romance de E. M. Forster e nunca será demais recordar que o próprio escritor gostou tanto das personagens criadas que, muitos anos depois, acrescentou um novo capítulo ao livro, para nos narrar como o amor é maravilhoso.
Já a fotografia de Tony Pierce-Roberts oferece-nos um retrato de Florença perfeito, enquanto o famoso “country side” inglês nos surge em todo o seu esplendor, retratando a paisagem como se tratasse de um quadro de Turner onde as personagens evoluem, algo que alguns anos depois Akira Kurosawa faria com a pintura de Van Gogh na sua obra-prima “Sonhos” / “Dreams”.
A finalizar, nunca é demais referir a excelente direcção de actores de James Ivory, um verdadeiro autor, onde inevitavelmente se destaca Daniel Day Lewis, numa composição inesquecível.
Ao revermos “Quarto Com Vista Sobre a Cidade” / “A Room With a View”, terminamos sempre por descobrir nele a famosa magia do cinema.

4 comentários:

  1. Um dos filmes da minha vida! E um dos livros também!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. primeiro li o livro e só depois vi o filme:)
      Adoro ambos!

      Eliminar
  2. Um dos meus filmes preferidos :-) Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também é um dos meus eleitos e o meu favorito de toda a brilhante filmografia de James Ivory.
      Bom fim-de-semana!

      Eliminar