quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Roger Donaldson – “Revolta no Pacífico” / “The Bounty”


Roger Donaldson - "Revolta no Pacífico" / "The Bounty"
(ING/AUSTRALIA – 1984) – (132 min. / Cor)
Mel Gibson, Anthony Hopkins, Laurence Olivier.

O célebre livro “Mutiny on the Bounty”, da autoria de Sir John Barrow, viu a luz do cinema em 1935 pela mão de Frank Lloyd, contando nos protagonistas com Charles Laughton e o célebre Clark Gable, tornando-se desde logo num clássico e, quase trinta anos depois, numa época em que o “remake” ainda não funcionava como uma espécie de sub-género, hoje em dia tão em voga nos grandes Estúdios Americanos, nascia uma nova versão pela mão de Lewis Milestone, tendo desta feita Trevor Howard e Marlon Brando nos principais papéis, revelando o genial Brando toda a sua arte na área da interpretação, suplantando esta nova versão o filme original.


Muitos anos depois, os célebres amotinados da “Bounty” regressaram ao écran através do cineasta australiano Roger Donaldson, surgindo Mel Gibson a interpretar a personagem que outrora tivera os rostos de Clark Gable e Marlon Brando, o que desde logo se afigurou uma tarefa bastante difícil de ultrapassar pelo actor e quando vimos as interpretações anteriores de Gable e Brando, só poderemos dizer que Mel Gibson, apesar de todo o seu empenho, não conseguiu atingir o dramatismo dos seus dois famosos colegas de profissão, estrelas imortais da História do Cinema.


A nova versão do livro de Sir John Barrow, cujo responsável pelo argumento foi Robert Bolt, optando pelo título “Revolta no Pacífico” / “The Bounty”, utiliza o interrogatório/julgamento do capitão Bligh (Anthony Hopkins) pela perda do navio, como meio condutor de toda a acção (em flashback), tentando o cineasta retirar de Hopkins todas as suas conhecidas potencialidades, mas como é perfeitamente visível, falha infelizmente a mão ao realizador para chegar ao nível de cineastas como Lewis Milestone e Frank Lloyd, terminando por ser Mel Gibson (Christian) e Anthony Hopkins (Bligh) a conseguirem com as suas interpretações evitar o naufrágio do filme nas águas do Pacífico, anulando dessa forma o olhar contemplativo em que Roger Donaldson por vezes se perde, ao longo da viagem da “Bounty”, com os seus marinheiros revoltosos a bordo, em busca desse porto seguro, onde todos irão desembarcar numa ilha verdadeiramente paradisíaca. Esta nova versão termina por ser um convite inconsciente de Roger Donaldson para conhecermos as duas películas realizadas anteriormente por Frank Lloyd e Lewis Milestone, sobre o martírio e revolta dos marinheiros da “Bounty”.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Dos três filmes que abordaram a "Revolta na Bounty" o meu favorito também é o protagonizado pelo Marlon Brando.
      Beijinhos

      Eliminar