quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Lawrence Kasdan – “Silverado”


Lawrence Kasdan – "Silverado"
(EUA – 1985) – (133 min. / Cor)
Kevin Kline, Scott Glenn, Kevin Costner, Danny Glover, Brian Dennehy, Linda Hunt, Rosanna Arquette, Jeff Goldblum.

“Silverado” de Lawrence Kasdan, escrito a “meias” com o irmão Mark Kasdan, marcou na época o regresso do “western” ao grande écran. E como todos os “westerns”, o deste cineasta norte-americano também possui os seus heróis, desta feita um quarteto composto por Kevin Kline, Scott Glenn, Kevin Costner e Danny Glover, quatro perfeitos magníficos, que nos fazem recordar os famosos “Sete Magníficos” / “The Magnificent Seven” de John Surtes.
E se John Wayne foi o cow-boy por excelência no género, também não podemos esquecer as personagens criadas por James Stewart nos “westerns” de Anthony Mann, já em “Silverado” estamos perante a lógica do grupo, não havendo lugar para o herói individual, como sucede nos “westerns” de Clint Eastwood.


“Silverado” oferece-nos assim a fórmula de grupo, ao mesmo tempo que todos os elementos que constituíram o “western” clássico de John Ford a Howard Hawks, passando por Raoul Walsh, se encontram bem presentes no filme de Lawrence Kasdan, não faltando nenhum dos ingredientes que fizeram deste género um dos mais populares das plateias de cinema, em que os espectadores avisavam o herói da emboscada criada pelo fora-da-lei ou alertavam a célebre cavalaria da chegada dos índios, que se preparavam para os cercar.


Mas com a chegada dos anos setenta, iremos assistir à revisão da mitologia do “western”, através de filmes como “O Soldado Azul” / “Soldier Blue” de Ralph Nelson e “O Pequeno Grande Homem” / “Little Big Man” de Arthur Penn, que abriram portas e que irão levar o “western” a percorrer novas paisagens até então muito pouco visitadas, sendo sempre de realçar essa obra única de John Ford, “O Grande Combate” / “Cheyyenne Autumn” que, muitos anos antes, teve a genialidade de apontar o caminho para a inevitável revisão do “western”.


Lawrence Kasdan consegue, com a feitura de “Silverado”, oferecer-nos de forma exemplar um “western” composto de todos elementos mitológicos que constituem a história do velho Oeste, estamos assim perante uma das mais belas homenagens a este maravilhoso género cinematográfico.

2 comentários:

  1. Eis uma cowboyada que revejo com todo o prazer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos meus favoritos também! Uma bela homenagem ao western clássico!
      Beijinhos

      Eliminar