segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Bart Freudlich – “Jogos de Infidelidade” / “Trust The Man”


Bart Freudlich – "Jogos de Infidelidade" / "Trust the Man"
(EUA – 2005) – (103 min. / Cor)
Julianne Moore, David Duchovny, Maggie Gyllenhall, Billy Crudup.

“Jogos de Infidelidade” / “Trust the Man” de  Bart Freudlich, o realizador de “A Dog Race in Alaska”, cujo trabalho se tem estendido à televisão, através da série “Californication”, casado com a actriz Julianne Moore, oferece-nos a história de dois casais habitantes de Manhattan, com os seus problemas domésticos, em que os homens se encontram a atravessar crises existenciais, ao contrário das suas mulheres, revelando-se estas como o verdadeiro sustento dos lares.


Rebecca Pollack (Julianne Moore) é uma actriz que se encontra a trabalhar no Teatro, enquanto o marido Tom (David Duchovny) um viciado em sexo, fica em casa a tratar dos filhos, ao mesmo tempo que procura um rumo para a sua vida. Por outro lado Elaine (Maggie Gyllenhall), que trabalha numa editora, vive com Tobey (Billy Crudup, numa excelente interpretação), com quem deseja ardentemente casar e constituir família, sendo a sua grande aspiração ser mãe, mas Tobey, que é irmão de Rebecca, não encontra destino para a sua vida desocupada, ao mesmo tempo que usa todos os pretextos para fugir do casamento, como o diabo foge da cruz.


Estamos assim no universo dessa grande metrópole que é New York e, inevitavelmente, ao seguirmos estes “Jogos de Infidelidade” / “Trust the Man” é inevitável recordar o cinema de Woody Allen e muito em especial o seu “Maridos e Mulheres” / “Husbands and Wives”, encontrando-se o filme de Bart Freudlich a quilómetros de distância da genialidade de Woody Allen, ao mesmo tempo que também é possível detectar uma certa aproximação ao cinema de Neil Labute, muito em especial pelas diversas situações criadas, bem como pela linguagem utilizada nos diálogos, usando o calão de forma constante e sem humor. Sendo apenas de destacar a interpretação de Billy Crudup, muitos furos acima das restantes.


“Trust the Man” / “Jogos de Infidelidade”, que pretende ser uma comédia onde se faz o retrato da relação dos casais na sociedade contemporânea, termina por se revelar um filme falhado, apesar dessa apoteose final do “happy-end”, quando os dois pares se cruzam tempestuosamente na estreia da peça, em que Rebecca Pollack (Julianne Moore) é protagonista, no Lincoln Theater, em busca dessa felicidade, ao fim ao cabo tão desejada por todos.

2 comentários:

  1. MV,
    Feliz Ano Novo, muito profícuo em leituras e filmografia.:))
    ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado:)
      Votos de um Novo Ano repleto dessa sua bela poesia, que cativa os seus leitores.
      Bom Ano 2017!

      Eliminar