domingo, 13 de novembro de 2016

Nicole Garcia – “O Adversário” / “L’Adversaire”


Nicole Garcia - "O Adversário" / "L'Adversaire"
(FRANÇA - 2002) - (120 min. / Cor)
Daniel Auteil, Geraldine Pailhas, Emmanuelle Devos, François Cluzet.

No ano de 1993 uma “simples” notícia de jornal agitou a França e teve repercussões a nível internacional, tanto na imprensa escrita como no pequeno écran. Jean-Claude Roman, casado e com dois filhos, decide matar a família e de seguida deitar fogo à sua própria habitação, permanecendo nela. Seria um crime passional? Um problema do foro psicológico? Nada disso! Tratava-se de uma mentira com que viveu durante cerca de vinte anos, ocultando de tudo e de todos (família e amigos) a sua vida profissional. Condenado a 22 anos de prisão sem possibilidade de redução de pena, este homem que dizia a todos pertencer à Organização Mundial de Saúde na qualidade de médico, apenas possuía o segundo ano de medicina.


Como foi possível uma mentira sobreviver durante duas décadas e como ocupava ele o seu tempo deu origem a dois filmes, um de Laurent Cantet, intitulado “O Emprego do Tempo” / ”L’Employ du Temps”, com um fabuloso Aurélien Recoing e uma Karin Viard perfeitamente transfigurada e a uma película da ex-actriz Nicola Garcia, agora cineasta, que realizou “O Adversário” / ”L’Adversaire” com esse grande actor chamado Daniel Auteuil. Nicole Garcia, que muitos de nós recordamos do filme de Alain Resnais “O Meu Tio da América” / “Mon Ocle D’Amerique”, já tinha dado prova do seu talento como realizadora em “Place Vendôme” com Catherine Deneuve e Jacques Dutronc nos protagonistas, abordando o mundo da joalharia e a história de tráfico de diamantes e ajuste de contas, aliás o título da película fala por si, já que a Place Vendôme é o “abrigo” das grandes casas da especialidade.


Desta vez relata-nos uma história terrivelmente assombrosa, baseada numa mentira iniciada no final da adolescência do personagem e a forma escolhida para nos narrar os acontecimentos apresenta-se de uma forma serena, porque desde o início da película sabemos o que se passou ao escutarmos a gravação vídeo de Jean-Marc Faure (Daniel Auteuil) e a pouco e pouco vamos acompanhando no tempo o que levou o protagonista a criar essa ficção e a forma como ele se movimentava no interior da mentira ou se preferirem essa tenebrosa ficção que ia construindo, criando uma dupla vida em que todos acreditaram, pais, amigos, confidente, esposa e filhos, até que esse adversário que se chamava a mentira, de simples e insignificante bola de neve se tornou num monstro impossível de controlar e a única forma de “sobreviver” à avalanche era eliminar o seu pequeno mundo e a mentira partir com ele para sempre.


A fórmula escolhida por Nicole Garcia é baseada nos factos, de uma forma directa e sem contemplações, quanto à interpretação de Daniel Auteuil é de uma profunda “tortura” do personagem, a ver a estrada a conduzi-lo ao abismo sem redenção possível, onde a solidão do protagonista é uma verdadeira personagem, quando já nada “joga” a seu favor é a mentira que vence, da forma mais dolorosa possível. Já no filme de Laurent Cantet, “O Emprego do Tempo” é o estudo psicológico do personagem e a forma como ele empregava o tempo, esses cinco dias da semana, dormindo no carro, em estações de serviço nas auto-estradas e parques de estacionamento, alimentando-se de café e biscoitos, enquanto lidava com o tempo de uma forma em que o mundo e a vida tinham parado e nada mais havia a fazer, a não ser esperar por esse momento em que a decisão do fim da personagem criada, chegasse trazida pela tragédia.


“O Adversário” / “l’Adversaire” de Nicole Garcia, é uma daquelas películas que merece ser descoberta (já editado no nosso país em dvd), demonstrando mais uma vez qua a cinematografia francesa continua a ser a mais interessante de todas as que habitam o continente europeu. A mentira é uma verdadeira bola de neve e muitas vezes pode originar a destruição de vidas inocentes, quando a impossibilidade de a destronar, termina por fazer dela a verdade silenciosa. Não deixe de descobrir “O Adversário", ele pode estar oculto em qualquer esquina da vida!

2 comentários:

  1. O facto de ser baseado em factos reais põe-nos a pensar sobre a forma de ocupar o tempo das pessoas e assusta um bocadinho! Muito bons actores!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comecei como muitos outros a acompanhar este caso através da imprensa escrita, já que ele extravasou as fronteiras de França e depois quando foram feitos os dois filmes vi ambos. "O Adversário" realizado por Nicole Garcia é um verdadeiro murro no estômago nesse banal quotidiano com que nos cruzamos diariamente.. Uma obra cinematográfica magnifica e o dvd, edição francesa, oferece-nos uma longa e elucidativa entrevista com a cineasta e o argumentista.
      Obrigado pela visita e comentário:)

      Eliminar