quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Jay Roach – “Uns Compadres do Pior” / “Meet the Fockers”


Jay Roach - "Uns Compadres do Pior" / "Meet the Fockers"
(EUA - 2004) - (115 min. / Cor)
Robert de Niro, Ben Stiller, Barbra Streisand, Dustin Hoffman.

Como diziam os anúncios que passavam na rádio, aquando da estreia de “Meet The Parents” / “Um Sogro do Pior”, Greg Focker (Gaylor Focker, seu nome completo), interpretado por Ben Stiller, foi conhecer os pais da sua noiva Pam, os Byrnes, interpretados por Robert de Niro (Jack) e Blythe Danner (Dina). Está na hora dos compadres se conhecerem, visto Greg e Pam pretenderem marcar a data de casamento.
Esta é a ideia base da sequela de “Meet The Parents” / “Um Sogro do Pior”. Se pensávamos não ser possível mais nada de mal acontecer a Greg durante o tempo que está com Jack, tirem daí a ideia.


Se em “Meet The Parents” / “Um Sogro do Pior” os gags tinham uma frescura inusitada, neste “Meet The Fockers” consegue-se muito riso, se bem que com gags já vistos.
Com um Dustin Hoffman (Bernie Focker) surpreendente, na figura do pai de Greg, um verdadeiro doméstico e uma Barbara Streisand (Roz Focker) a vestir a pele da mãe de Greg, terapeuta sexual especializada na 3ª idade, igual a ela mesma (sem partir uma unha), fazendo ambos a sua versão de pais extremosos, que mais não fazem do que embaraçar o filho Greg, mais interessado em manter a boa imagem junto do sogro Jack (carinhosamente tratado pelo compadre Bernie por “El Stiffo”/a tábua).


Já me esquecia da contribuição importante para a risota de Little Jack, o neto dos Byrnes, que tendo apenas um ano, está a ser educado pelo seu avô com métodos especiais, métodos esses, muito racionais, que serão atacados pelos Fockers, partidários do muito amor e carinho na educação das crianças.
Não posso esquecer também a participação dos animais de serviço: o gato dos Byrnes (herdado de “Meet The Parents”) e o cão dos Fockers, que se revelam logo ao primeiro contacto como arqui-inimigos.

Claro que os mais famosos deste “Meet The Fockers” / “Uns Compadres do Pior” sempre se destacaram por outros papéis cómicos e se Dustin Hoffman nos presenteou com, entre outros, “Tootsie” / ”Quando Ele Era Ela” ou “The Graduate” / “A Primeira Noite”, já Barbara Streisand ofereceu-nos a inesquecível "Funny Girl" / "Uma Rapariga Endiabrada” ou “The Mirror Has Two Faces” / “As Duas Faces do Espelho”. Mas é Robert de Niro o mais surpreendente de todos. E se pensam que  “Analyze This” / “Uma Questão de Nervos”, é a primeira comédia deste magnífico actor, estão enganados.


A razão porque dizemos isto tem a ver com o facto de muitos já se terem esquecido do genial “The King of Comedy” / “O Rei da Comédia”, realizado por Martin Scorcese e com a participação de Jerry Lewis (no papel de Jerry Langford), num registo dramático/sério, nada habitual neste actor. Robert De Niro, enquanto Rupert Pupkin, persegue o seu ídolo Jerry Langford, para conseguir o objectivo de se tornar um grande cómico, acabando a determinada altura por raptar o seu ídolo, de forma a poder substitui-lo no seu número de “stand-up”.


Conta-se que nos intervalos de filmagens, para descomprimir do seu registo dramático, Jerry Lewis entrava num tal ritmo de piadas que o próprio Martin Scorcese tinha ataques de asma devido às gargalhadas.
Muito anos depois, o cineasta afirmou que este filme, embora fosse muito divertido, não era uma comédia, ainda que considere que esta seja uma das melhores interpretações de Robert de Niro.


Aconselhamos também a recordarem “O Rei da Comédia” / “The King of Comedy”, um filme incontornável nesse difícil género que é a comédia, que esteve em vias de não se concretizar devido a uma greve de realizadores, mas que com a persistência do cineasta e dos principais actores conseguiu chegar a bom porto e ver a luz das salas. Aqui ficam dois filmes para se fazer, em casa, uma daquelas sessões duplas que antigamente preenchiam as salas de cinema de bairro.

 Mr. & Mrs. Vertigo

Sem comentários:

Enviar um comentário