sexta-feira, 25 de novembro de 2016

D. H. Lawrence – “Gencianas Bávaras e Outros Poemas”


D. H. Lawrence
"Gencianas Bávaras e Outros Poemas"
A Regra do Jogo, Pag. 109

David Herbert Lawrence, ou melhor D. H. Lawrence, muito conhecido pelos seus romances, alguns abordando temas tabú para a época em que viveu, foi também um magnifico poeta, bastante influenciado por esse génio americano chamado Walt Whitman, a quem Álvaro de Campos escreveu/dedicou o famoso poema “Saudação a Walt Whitman”.  Ao editar o livro “Gencianas Bávaras e Outros Poemas”, com tradução de João Almeida Flor, a editora “A Regra do Jogo”, oferece ao leitor uma oportunidade sublime de descobrir esse outro lado, poético, do célebre D. H. Lawrence, um dos nomes incontornáveis da Literatura Europeia.



Não Ser

As estrelas que se fecham e abrem
Caem na superfície do meu peito
Como estrelas num charco.

O vento suave a soprar fresco
Lança pequenas cristas uma a uma
De ondas sobre o meu peito.

E as ervas escuras sob os meus pés
Parecem flutuar em mim
Como ervas num riacho.

Oh! Como é bom
Ser essas coisas todas
Já não ser eu.

É que, vê bem,
De mim sinto o cansaço.

D. H. Lawrence

2 comentários:

  1. Um lado para mim desconhecido do D H Lawrence!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O poeta D. H. Lawrence bem merece ser descoberto.
      Bom fim-de-semana!

      Eliminar