domingo, 16 de outubro de 2016

Julia Kristeva e Philippe Sollers – “Du mariage considéré comme un des beaux-arts”


Julia Kristeva e Philippe Sollers
"Du mariage considéré comme un des beaux-arts"
Fayard, Pag. 160

Philippe Sollers e Julia Kristeva são um dos casais mais fascinantes da Literatura, ele francês, ela búlgara (que veio estudar muito nova para Patis) e, muitos anos depois, decidiram lançar o livro “Du mariage considéré comme un des beaux-arts” (edição da Fayard), no qual nos é dado a conhecer quatro conversas entre eles ao longo de um período temporal que vai de 1990 a 2014, onde descobrimos a sua experiência intelectual, tanto como escritores quer como pessoas intervenientes no mundo contemporâneo. Recorde-se que Philippe Sollers foi o fundador da célebre revista “Tel Quel” (1960 – 1082), onde colaboraram as mais importantes figuras do mundo intelectual francês, à qual um ano depois (1983) lhe irá suceder a revista “L’infini”, onde mais uma vez Philippe Sollers surge como o motor desta magnifica revista trimestral.


No prefácio deste maravilhoso livro, Philippe Sollers conta-nos que só se pensou em casar uma vez e essa vez chegou por todas e assim este fascinante conversador, grande fumador, que até um dia pegou fogo ao seu local de trabalho, a editora Gallimard, ao deitar um cigarro mal apagado para o caixote, conduz-nos na companhia de Julia Kristeva a conhecer o seu pequeno universo, ao mesmo tempo que a psicanalista e escritora, na sua introdução, nos conta que o simples facto de serem dois seres um pouco diferentes, já que nasceram em territórios bem distintos, ela na Bulgária e ele em França, terminou por conduzi-los a esse território da harmonia, fugindo a esse campo de batalha em que muitas vezes os casais se vêm envolvidos.



Durante a promoção de “Du mariage considéré comme un des beaux-arts”, Philippe Sollers e Julia Kristeva deram diversas entrevistas a jornais, revistas e canais de televisão, e de todas as entrevistas ou conversas, se preferirem, com este dois escritores de eleição, sugerimos que veja a emissão francesa de “Le Petit Journal”, disponível na net e de certeza irá adorar conhecer um pouco melhor Julia Kristeva e Philippe Sollers. Depois é partir para a leitura dos  livros de um dos mais fascinantes casais do universo.


PS - São as diferenças de cada um que selam, de forma perfeita, a unidade de dois seres.

4 comentários:

  1. Este é daqueles casais que vale a pena ver a serem entrevistados em conjunto! Vi-os num dos canais franceses a serem entrevistados numa belíssima biblioteca pública, aquando do lançamento do livro! Vale a pena! Bom domingo :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na realidade ao escutarmos Phillipe Sollers ficamos de imediato fascinados, mas quando ele e Kristeva estão juntos na entrevista, percebemos de imediato como eles são o espelho da felicidade:)

      Eliminar
  2. Interessante.
    Lembro-me de Kristeva e do conceito de intertextualidade quando estudava semiótica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os textos dela são magnificos e depois há sempre esse maravilhoso romance intitulado "Os Samurais" / "Les Samourais", o retrato de uma geração de intelectuais,
      Bom dia

      Eliminar