sábado, 1 de outubro de 2016

Anjelica Huston – Parte 3 – The End


O reconhecimento do talento de Anjelica Huston cedo se revelou através da crítica e da cinéfilia, mas o do grande público também acabou por chegar, quando o antigo director de fotografia Barry Sonnenfeld decidiu levar ao grande écran a “Família Addams” / “The Addams Family”, que iria ter um sucesso estrondoso e daria origem a uma sequela. Anjelica Huston foi escolhida para vestir a pele de Morticia Addams, ao lado de um Raul Júlia inesquecível, na figura do celebérrimo Gomez Addams.



"The Addams Family" / "A Família Addams"

Este foi o primeiro grande sucesso de Anjelica Huston, para esse público que não fixa o nome dos actores até a personagem se lhes colar à pele, terminando por os imortalizar. Foi com naturalidade que encontrámos o público pré-adolescente, ao descobrir Anjelica Huston noutras películas, referir-se a ela como a Morticia da Família Addams, tal não foi o sucesso da película de Sonnenfeld.


"Manhattan Murder Mistery" /
"O Misterioso Assassínio em Manhattan"

Como todos sabemos, Woody Allen nos seus filmes paga o mesmo salário a todos os intérpretes, sejam eles principais ou secundários, mas a realidade desmente de certa forma a questão de secundários e principais, pois eles são todos principais na intriga das suas histórias e sabemos também que existem determinados actores “repetentes” nas suas películas. Anjelica Huston regressa assim, com naturalidade, ao elenco de “Manhattan Murder Mistery” / “O Misterioso Assassínio em Manhattan”, ao lado de Diane Keaton, fazendo companhia ao sempre brilhante Alan Alda na intriga da história. A sequência da gravação do telefonema montado é profundamente hilariante numa homenagem de Woody Allen ao Mestre Alfred Hitchcock. Nesse mesmo ano (1993) a célebre Morticia da Família Addams regressaria ao grande écran para a sequela “Addams Family Vallues” / “A Família Addams 2”.


"The Crossing Guard" / "Acerto de Contas"

Então já casada com o escultor Robert Graham com o qual viveu em Los Angeles, até ao seu falecimento em 2008. Anjelica Huston aceita ser protagonista do filme do actor / realizador Sean Penn, ao lado do seu ex-companheiro Jack Nicholson em “The Crossing Guard” / “Acerto Final” um filme que é urgente reavaliar.


"Buffalo 66"

Dividindo a sua vida entre os dois écrans, a actriz irá surpreender muitos, ao surgir no filme mais que independente de Vicent Gallo (o maior narcisista da história do cinema), “Buffalo 66”. Recordamos a eficácia sublime do trailer do filme, com apenas música (Yes) e imagens. Depois foi a surpresa perfeita de todos, perante a eficácia narrativa do filme, assim como a planificação adoptada pelo actor/realizador, sendo inesquecível a conversa à mesa de Vincent Gallo, Anjelica Huston e Ben Gazarra.
Infelizmente o cineasta, no seu filme seguinte, “The Brown Bunny” deitou por terra as esperanças depositadas nele, preferindo seguir por outros caminhos.


"The Royal Tenenbaums"

Mas se Vincent Gallo tem o seu pequeno ninho de fans, já o cineasta Wes Anderson possui uma verdadeira legião de admiradores, como todos se devem recordar das críticas, quando surgiu no écran essa saga familiar intitulada “The Royal Tenenbaums”, com um elenco de luxo e uma direcção de actores admirável, sendo Etheline Tenenbaums a matriarca desta família disfuncional interpretada pela filha de John Huston.


"The Life Aquatic with Steve Zissou"
/ "Um Peixe Fora de Água"

A sua presença na aventura seguinte de Wes Andersen, “The Life Aquatic With Steve Zissou” / “Um Peixe Fora de Água”, novamente com um elenco de peso e com imensas histórias a decorrer simultaneamente, transformam-na numa actriz de culto nas películas de Wes Andersen!!! Essa personagem da fauna marítima de seu nome Steve Zissou (Bill Murray) é um “verdadeiro oposto do comandante Costeau”, possuidor de um traço tão aventureiro que termina a rivalizar com o conhecido agente James Bond. Será sempre a sua mulher Eleanor Zissou (Anjelica Huston) a estabelecer o equilíbrio precário, que irá tornar possível a chegada do comandante Zissou a águas mais calmas depois de dobrar esse cabo das tormentas da sua aventura aquática.


"The Kreutzer Sonata"

Neste novo século, como não podia deixar de ser, segue o exemplo de inúmeras actrizes da sua geração e oferece o seu enorme talento nas séries de televisão em que participa e na verdade são inúmeras: “Huff”, “Medium”, “American Dad”, “Smash” e “Transparent”, entre outras. Ao mesmo tempo que a sua voz se torna bem conhecida em filmes de animação, ficando famosa como a voz da Rainha Clarion, nos filmes da Sininho.
Mas também não nos podemos esquecer da sua Madame Louise nesse “western” selvagem intitulado “Duelo de Assassinos” / “Seraphim Falls”, cujos outros protagonistas são Pierce Brosnan e Liam Nesson, assim como esse filme, realizado por Bernard Rose, “The Kreutzer Sonata”, que a junta ao irmão Danny Huston, num belo filme, baseado no famoso romance de Tolstoi, cuja descoberta recomendamos.


Anjelica Huston e John Huston

Anjelica Huston, ao longo da História do Cinema, revelou-se uma actriz que conhece bem o território que pisa sendo o seu talento reconhecido por todos e como diria certamente o aventureiro marítimo Steve Zissou: filha de peixe sabe nadar!!!

The End

Sem comentários:

Enviar um comentário