domingo, 7 de agosto de 2016

Michelle Pfeiffer – Parte 4 – The End


Michael Hoffman, quando decidiu adaptar ao cinema a peça de Shakespeare “Sonho de Uma Noite de Verão” ( "A Midsummer Night's Dream", convidou de imediato Michelle Pfeiffer para o elenco, uma actriz que conhecia bem e essa comédia imortal, que em tempos tinha sido revista pelo cineasta da Big Apple, Woody Allen, encontra a adaptação perfeita ao cinema feita aliás pelo próprio Michael Hoffman.

Já “The Deep End of the Ocean” / “Profundo como o Mar” / foi um daqueles projectos em que Michelle Pfeiffer se envolveu por completo, em virtude de o tema abordade se revelar demasiado importante para ela.


Harrison Ford e Michelle Pfeiffer no filme de Robert Zemeckis
"A Verdade Escondida" / "What Lies Beneath"

O cineasta veterano Ulu Grosbard oferece-nos a história de uma mãe que perde o filho pequeno numa festa, passando uma vida a culpabilizar-se pelo sucedido, apesar de ter um marido que tudo faz para o seu bem-estar ser possível, embora nunca consiga que ela esqueça o filho perdido, até que muitos anos depois a criança é descoberta, vivendo feliz num outro lar.
Recorde-se que este tipo de situações acontece com regularidade nos Estados Unidos da América, o desaparecimento de crianças infelizmente não é raro. O filme é um perfeito show de Michelle Pfeiffer na Arte de bem representar e a forma como ela aborda a personagem que interpreta é de uma sensibilidade inesquecível.


Robert Zemeckies transforma Michelle Pfeiffer
numa verdadeira actriz Hitchcockiana, num thriller
intenso, de homenagem ao Mestre do Suspense!

Com a chegada do Milénio, vamos reencontrar Michelle Pfeiffer ao lado de Harrison Ford na película “What Lies Beneath” / “A Verdade Escondida”,  um dos melhores filmes da extensa filmografia de Robert Zemeckis, que decide homenagear Alfred Hitchcock e construir um dos excelentes filmes de suspense deste novo século. Mais uma vez Michelle Pfeiffer surge no écran perfeitamente “fragilizada” na protagonista, demonstrando todo o seu saber de composição e interiorização de uma personagem. E, pela primeira vez, Harrison Ford assume uma personagem politicamente incorrecta de acordo com as normas Hitchcockianas, que Robert Zemeckis soube transpor para o grande écran com enorme talento.

No ano seguinte será a vez de Michelle Pfeiffer ter ao lado de Sean Penn em “I Am Sam”, na história de um homem com problemas mentais, que luta pela custódia da filha de sete anos que lhe foi retirada, mas que possui todo o amor do mundo para lhe oferecer e aqui Sean Penn, dono de dois Oscars, oferece-nos de novo toda a sua sabedoria na arte da interpretação.


Beau Bridges, Michelle Pfeiffer e Jeff Bridges, o trio
genial e inesquecível de "Os Fabulosos Irmãos Baker",
na época da rodagem do filme e na actualidade, como o tempo passa!

“White Olander” / “A Flor do Mal”, Stardust – O Mistério da Estrela Cadente”; o delicioso “remake” de “Hairspray” (esse filme memorável de John Waters); o inesquecível “Chéri” baseado no célebre romance de Colette e onde a actriz volta a encontrar-se com o cineasta Stepehen Frears e o argumentista Christopher Hampton, que com ela tinham criado o célebre “Ligações Perigosas”, criando mais uma vez uma cumplicidade de talentos bem patente ao longo da película;  “Dark Shadows” / “Sombras na Escuridão” de Tim Burton ou “The Family” / “Malavita” de Luc Besson são outros filmes que nos oferecem registos interpretativos bem diversificadas de Michelle Pfeiffer que ao longo dos anos nos tem oferecido todas as suas facetas como intérprete, seja qual for o género e mantendo sempre um registo sereno e inconfundível, longe dos holofotes de Hollywood, porque das verdadeiras estrelas o talento fala por si,


"Chéri" de Stephen Frears.

E como muitos outros nomes da Sétima Arte, Michelle Pfeiffer tem também oferecido a sua voz ao Cinema de Animação, sendo “Sinbad – A Lenda dos Sete Mares” / “Sinbad: Legend of the Seven Seas” e “O Príncipe do Egipto” / “The Prince of Egypt” duas experiências bem reveladoras da sua arte num outro género de composição: dar voz a personagens animadas.

Longe vão os tempos da menina loura que fazia publicidade e lutava por um lugar ao sol no interior das séries americanas. Ao longo dos anos o cinema revelou que Michelle Pfeiffer é o exemplo perfeito de uma actriz cujo talento é a sua verdadeira beleza.


"Sonho de uma Noite de Verão" / 
"A Midnight Summer's Dream"

The End

Sem comentários:

Enviar um comentário