segunda-feira, 20 de junho de 2016

E. M. Forster – “Pharos & Pharillon - Uma Evocação de Alexandria” / "Pharos and Pharillon (A Novelist's Sketchbook of Alexandria Through the Ages)"



E. M. Forster
"Pharos & Pharillon - Uma Evocação de Alexandria"
Livros Cotovia, Pag. 114

Há livros que nos deixam profundamente fascinados pela história de uma cidade e “Pharos & Pharillon – Uma Evocação de Alexandria”, da autoria de E. M. Forster, possui esse mesmo fascínio, revelando-nos a magnifica Arte deste escritor nascido em Londres em Janeiro de 1879 e que faleceu em 1970, deixando-nos uma obra extensa que irá passar ao cinema pelas mãos de James Ivory e David Lean, dois cineastas que sempre revelaram um enorme fascínio pela obra literária deste escritor.


A Biblioteca de Alexandria
A morada do saber da Antiguidade

O livro “Passagem Para a Índia” / “A Passage to India” esperou 14 anos para ser publicado, tendo sido levado muitos anos depois ao cinema pelo britânico David Lean, revelando-se como a última obra do cineasta.
“Quarto com Vista” / “A Room With a View” (1908) e “Howard’s End” (1910) chegaram ao cinema pela mão do americano James Ivory, assim como “Maurice”, uma obra literária que só viria a ser publicada um ano após a morte do escritor, de acordo com o seu desejo.


“Pharos & Pharillon – Uma Evocação de Alexandria”, editado pelos Livros Cotovia, oferece-nos uma viagem por Alexandria, essa cidade egípcia que tanto fascinou o Ocidente e os seus escritores, bastando recordar o célebre “Quarteto de Alexandria” de Lawrence Durrell um dos maiores monumentos do mundo literário, para nos situarmos no interior da cidade que E. M. Forster nos retrata desde o tempo da sua fundação até aos dias da escrita deste livro, convidando-nos a acompanhar diversas figuras que marcaram a vida da cidade, muito anos antes de Cristo nascer, até chegarmos ao período contemporâneo e descobrirmos o maior poeta que habitou a cidade de Alexandria, o grego K. P. Kavafis, que nos irá deixar uma obra poética admirável e inesquecível.


O Farol de Alexandria
Uma das Sete Maravilhas do Mundo da Antiguidade

Enquanto desfolhamos as páginas de “Pharos & Pharillon – Uma Evocação de Alexandria”, mergulhamos na vida desta conhecida cidade Egípcia desde a Antiguidade até à época contemporânea, sempre conduzidos por uma escrita fascinante, que nos vai relatando as inúmeras histórias dos seus habitantes mais ilustres, desde os sábios da Antiguidade, passando por Alexandre o Grande e Santo Agostinho, até chegarmos ao famoso Farol, para depois entrarmos no século XX e sentirmos a temperatura da cidade e das pessoas que a povoavam, tantas de forma anónima ou outras como Kavafis, que na solidão do seu quarto foi criando uma obra poética imortal e que bem merece ser (re)descoberta,  já que na nossa língua possui em Jorge de Sena um dos seus melhores tradutores.


C.P. Cavafy

“Pharos & Pharillon – Uma Evocação de Alexandria” de E. M. Forster, não é um livro de viagens, mas sim uma monumental obra-literária que fascina o leitor da primeira à última página, levando-o a caminhar através dos tempos pelo pulsar de Alexandria, essa cidade profundamente literária que, apesar dos tempos conturbados que se vivem neste século XXI, continua a fascinar todos aqueles que a visitam.

Sem comentários:

Enviar um comentário