segunda-feira, 23 de maio de 2016

Harold Budd / Brian Eno with Daniel Lanois – “The Pearl”


Harold Budd / Brian Eno with Daniel Lanois
"The Pearl"
Editions EG / Virgin

A colaboração entre Harold Budd e Brian Eno iniciou-se quando o músico britânico produziu essa obra-prima da música contemporânea intitulada “The Pavilion of Dreams”, para a sua própria etiqueta intitulada Obscure Records no ano de 1978.

Dois anos depois Brian Eno e Harold Budd  assinaram a feitura do surpreendente “The Plateau of  Mirrors”, subintitulado Ambient 2 (o Ambient 1 foi o célebre “Music for Airports” de Brian Eno), que de imediato deixou quem o escutou rendido à genialidade destes dois músicos, que se encontravam a desbravar um novo território no interior da música contemporânea.


O álbum “The Pearl” datado de 1984 é, como diz o título, uma verdadeira pérola que nos deixa de imediato cativados ao escutarmos o tema de abertura intitulado “Late October”, onde o piano de Harold Budd navega de forma melancólica e inebriante, acompanhado por texturas criadas por Brian Eno e o músico canadiano Daniel Lanois, que aqui nos oferecem um trabalho de produção inesquecível, cuja beleza foi impossível de repetir, tal é a especificidade que foi delineada para este álbum genial.


Harold Budd, que aqui apenas toca piano, oferece-nos momentos de uma poesia cristalina em que a melodia e o minimalismo dão origem a um casamento mais-que-perfeito, basta aliás escutar temas como “Against the Sky” ou “The Pearl” para ficarmos conquistados pela sua beleza, por outro lado a forma como se encontram alinhados as 11 faixas que compõem este magnifico trabalho leva-nos a escutar este álbum como um todo, em que o eterno retorno é perfeito, já que o último tema “Still Return” faz a simbiose perfeita com a primeira faixa do álbum, intitulada “Late October”, levando o ouvinte a colocar o cd no” repeat” e partir por tempo indeterminado numa maravilhosa viagem através do cosmos na companhia de “The Pearl” de Harold Budd, Brian Eno e Daniel Lanois, naquele que é o mais belo e fascinante trabalho da música ambiental.

Sem comentários:

Enviar um comentário