quarta-feira, 27 de abril de 2016

Steven Spielberg - “Sempre” / “Always”


Steven Spielberg – "Sempre" / "Always"
(EUA – 1989) – (122 min. / Cor)
Richard Dreyfuss, Holly Hunter, Brad Johnson, John Goodman, Audrey Hepburn.

Quando Steven Spielberg se aventurou pela primeira vez no território romântico deixou muitos surpreendidos, embora optasse por fugir ao melodrama, decidiu refazer a comédia romântica outrora tão em voga no Cinema Clássico e oferecer a Richard Dreyfuss o papel que outrora tinha pertencido a Spencer Tracy, convocando por outro lado Audrey Hepburn (*) para surgir como estrela em cartaz, nesse filme mágico que se chamou “Always”/”Sempre”.


Recorde-se que Audrey Hepburn, depois de se ter “retirado oficialmente do cinema”,  já tinha feito uma aparição lindíssima, por detrás dos seus óculos escuros, em “Romance em Nova Iorque” / “They All Laughed” de Peter Bogdanovich. Mas em “Always” / “Sempre” a história de amor de Dorinda (Holly Hunter) com Ted (Richard Dreyfuss) mesmo depois de ele morrer, irá prolongar-se através de uma outra alma gémea, enviada pelo destino.


“Sempre” / “Always” revela-se uma maravilhosa película romântica, que vai beber no cinema clássico a seiva dos Mestres do género, nunca se esquecendo Steven Spielberg por introduzir o célebre sentido de humor que sempre caracterizou esse género de  filmes, usando a personagem criada por John Goodman para esse mesmo  efeito.
Steven Spielberg oferece-nos em “Always” uma bela homenagem ao cinema clássico.


(*) - No entanto a imagem preferida de Audrey Hepburn, na nossa memória, pertence a essa novela escrita por Truman Capote e intitulada “Breakfast at Tiffany’s” ao lado de um inesquecível George Peppard, apesar de o seu filme mais citado ser o maravilhoso “Sabrina” com Humphrey Bogart e William Holden, nas personagens que muitos anos depois Sydney Pollack haveria de homenagear num “remake”, contando com Harrison Ford, Julia Ormond e Greg Kinnear nos principais papéis.

2 comentários:

  1. Normalmente fujo das películas românticas a sete pés, mas dada a recomendação vou dar uma oportunidade ao Spielberg :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Always" possui todos os ingredientes que fizeram o cinema clássico arrastar multidões para as salas de cinema. Apesar de ser um "remake" consegue possuir uma identidade própria, oferecendo-nos um dos melhores "movies" do Steven Spielberg. Obrigado pelo comentário.

      Eliminar