terça-feira, 26 de abril de 2016

Paul Motian – “Conception Vessel”



Paul Motian
"Conception Vessel"
ECM Records

Paul Motian nasceu em Filadélfia a 25 de Março de 1931 e começou a tocar bateria aos 12 anos de idade, tendo surgido no circuito do jazz ao lado do pianista Thelonious Monk em 1954, participando mais tarde (1959/1964) nos trios de Bill Evans e de Paul Bley (1963/1964). Quando Keith Jarrett surgiu a gravar em nome próprio, acompanhou o pianista nessa aventura de 1967 a 1976, fazendo também parte do célebre quarteto americano.


Quando a ECM surgiu no mercado, na década de setenta, foi um dos primeiros músicos a participar nesse projecto de jazz europeu, gravando em 1973 o seu primeiro álbum como líder, intitulado “Conception Vessel”.
Em “Conception Vessel”, Paul Motian oferece-nos seis temas, todos eles bastante distintos, mas que nos permitem ter um belo retrato do universo do baterista, que também assina a totalidade dos temas.

“Georgian Bay”, o tema de abertura, tem Paul Motian acompanhado por Charlie Haden no contrabaixo e Sam Brown na guitarra acústica, percorrendo paisagens próximas das raízes dos blues.
Já em “Ch’I Energy” encontramos Motian em solo absoluto, demonstrando todo o seu poder criativo.
Em “Rebica”, voltamos a ter o trio do primeiro tema, com Sam Brown na guitarra eléctrica, navegando de forma perfeita no seu swing bem característico.


Ao chegarmos aos temas “Conception Vessel”, que dá título ao álbum e “American Indian: Song of Sitting Bull”, descobrimos Paul Motian em dois duetos bem diferentes com Keith Jarrett, já que no primeiro Jarrett apenas toca flauta, invadindo as raízes da música popular, enquanto no segundo o encontramos no piano, onde o diálogo piano versus bateria é soberbo e repleto de melancolia, antecedendo de certa forma os duetos que ambos os músicos irão desenvolver nos espectáculos ao vivo do quarteto americano liderado por Keith Jarrett.

A fechar o álbum, descobrimos “Inspiration From a Vietnamese Lullaby”, onde a então desconhecida World Music encontra o jazz, através da flauta de Becky Friend e o violino de Leroy Jenkins, acompanhados pela pontuação do contrabaixo de Charlie Haden e a bateria de Paul Motian, que usa como ninguém a percussão e as suas célebres vassouras, sendo de uma beleza absoluta o diálogo entre a flauta e o violino.


“Conception Vessel”, o primeiro trabalho de Paul Motian como líder, convida-nos a visitar as raízes da música popular e o seu estimável encontro com o jazz, em mais um excelente trabalho de produção do alemão Manfred Eicher.

Sem comentários:

Enviar um comentário