terça-feira, 19 de abril de 2016

John Byrum - “Inserts”


John Byrum – "Inserts"
(EUA – 1975) – (117 min. / Cor)
Richard Dreyfuss, Jessica Harper, Bob Hoskins, Veronica Cartwright.

John Byrum iniciou-se no cinema como actor, no início dos anos setenta do século passado e depois passou a argumentista, director de fotografia, produtor e realizador ou seja fez a tarimba toda como se costumava dizer, à boa maneira clássica de Hollywood.
O seu filme "Inserts" foi um verdadeiro furacão no panorama cinematográfico e como alguns ainda devem estar recordados, ele foi considerado em diversos países, incluindo em Portugal, o melhor filme desse ano pela crítica cinematográfica.


"Inserts" é o termo utilizado para a designação de grandes-planos nesse género cinematográfico denominado por “hard-core” ou seja serão os "inserts" que irão definir essa categoria do desejo de que falou Roland Barthes no seu magnifico ensaio "A Câmara Clara", transformando o desejo leve (erotismos) em desejo pesado (pornografia). Em “Inserts” estamos perante um “wonder-boy” (Richard Dreyfuss, numa interpretação soberba), caído em desgraça no sistema dos Estúdios no início dos anos trinta do século XX e que se encontra refém de um produtor (Bob Hoskins) de películas pornográficas, que o pressiona a concluir o filme, rodando os inevitáveis “inserts”, que tanta falta fazem  ao "desenvolvimento do movie".


John Byrum, ao centrar a acção do filme num único set e trabalhando de forma extraordinária o argumento, oferece ao espectador uma profunda reflexão sobre a ascensão e queda de um realizador no eldorado do cinema ou se preferirem nessa Hollywood toda poderosa dos célebres Tycoons.


“Inserts” é, hoje em dia, um verdadeiro “cult-movie”, que merece ser (re)descoberto por todos aqueles que gostam de cinema, apresentando-se como uma das mais apaixonantes reflexões sobre o mundo da pornografia, realizadas até hoje no interior da Industria, muitos anos antes de ter surgido o célebre "Boogie Nights"!

Sem comentários:

Enviar um comentário