segunda-feira, 7 de março de 2016

Jon Hassell – Fourth World – Vol.1: Possible Musics


Jon Hassell / Brian Eno
"Fourth World- Vol.1: Possible Musics"
Editions EG

Jon Hassell
"Dream Theory in Malaya (Fourth World Vol. 2)"
Editions EG

O som produzido pelo trompetista Jon Hassell é de uma originalidade única e desde muito cedo este músico, nascido em Memphis a 22 de Março de 1939, decidiu ser uma das vozes mais originais da Ambient Music.
Após ter efectuado estudos sobre a direcção de Karlheinz Stockhausen, sentiu-se fascinado pelo movimento minimalista, em especial pela obra de La Monte Young e Terry Riley, dois dos pioneiros deste movimento.


 Brian Eno e Jon Hassell

Em 1972 estudou música clássica indiana com Pandit Pran Nath, ao mesmo tempo que introduzia o jazz nas suas composições, juntando-lhe ritmos africanos, dando assim origem a um som bem personalizado. Na área do rock colaborou com os Talking Heads, David Sylvian e Peter Gabriel, em álbuns bem conhecidos de todos nós, destacando-se entre outros “Remain in Light”, “Brilliant Trees” e “Passion”, ao mesmo tempo que a sua associação ao mago Brian Eno nos oferecia obras inesquecíveis como este “Fourth World – Vol.1: Possible Musics”, a que se seguiria um segundo álbum intitulado "Dream Theory in Malaya - (Fourth World Vol.2)".


“Fourth World” é uma obra única dividida em dois discos e o seu primeiro volume “Possible Musics”, assinado a duas mãos por Jon Hassell e Brian Eno, é uma verdadeira aventura planetária pelas regiões mais esquecidas do globo, sendo sempre de salientar o contributo desse génio brasileiro chamado Nana Vasconcelos, com as suas sonoridades bem características.


"Fourth World Vol.2: Dream Theory in Malaya" 

“Fourth World – Vol.1: Possible Musics” encontra-se dividido em duas partes, sendo a primeira composta por cinco faixas onde, logo a abrir, descobrimos o tema “Chemistry” que surge de forma empolgante a cativar o ouvinte, dando-se assim início a uma viagem onde os ritmos africanos se fundem às paisagens criadas por Brian Eno, sobre as quais o trompete de Jon Hassell vai navegando em toda a sua essência em temas como “Delta Rain Dream”, “Griot (Over “Contagious Magic”), “Ba-Benzélé” e “Rising Thermal”.
 Já a segunda parte do disco é um longo e belo tema intitulado “Charm (Over «Burundi Clound»)”, que no vinil ocupa a totalidade do lado-B e onde, mais uma vez, Nana Vasconcelos vai pontuando as intervenções de Jon Hassell e as atmosferas de Eno, ao longo de vinte e dois minutos mágicos, dando assim origem a uma viagem de eterna beleza pelo denominado “Fourth World”.


Descobrir “Fourth World – Vol.1: Possible Musics”, essa obra repleta de magia e invenção, única no género, revela-se um verdadeiro mergulho no interior da soberba originalidade deste músico incontornável chamado Jon Hassell.

Sem comentários:

Enviar um comentário