terça-feira, 29 de março de 2016

Egberto Gismonti – “Dança das Cabeças”


Egberto Gismonti
"Dança das Cabeças"
ECM Records


A música do Egberto Gismonti e o seu violão de oito cordas, assim como o genial trabalho na precursão de Nana Vasconvelos, surge neste primeiro álbum gravado para a editora alemã ECM de Manfred Eicher como uma verdadeira lufada de ar fresco e depois há sempre esse piano em que Gismonti investe toda a sua sabedoria, criando as mais belas melodias em que assistimos ao casamento entre a música popular brasileira e o jazz, pontuada muitas vezes pelo seu saber bem erudito.


Logo a abrir o álbum, com esse tema intitulado “Quarto Mundo” (que também irá encerrar a primeira parte do álbum, que se encontra dividido em duas partes bem distintas, mas que se completam de forma perfeita), somos surpreendidos pelas sonoridades da selva Amazónica, com o canto dos seus pássaros acompanhado da música que sai de uma flauta bem mágica que se escuta no seu interior até surgir o famoso violão e o berimbau acompanhado de todo o tipo de precursão, já que o brilhante Nana Vasconcelos (falecido muito recentemente) até usava o seu próprio corpo e voz como mágicos instrumentos e assim embalados pelo famoso violão de Egberto Gismonti e a genialidade com que Nana Vasconcelos tocava o seu berimbau percorremos o denominado lado A do álbum perfeitamente maravilhados.


Quando damos início ao lado B, surge esse “Tango” maravilhoso, que nos revela um pianista e compositor espantoso, que navega pelas teclas do piano de forma mágica, oferecendo-nos melodias, em solo absoluto, até então nunca encontradas.
Ao regressarmos ao dueto dos dois músico,s através de uma leitura bem particular do tema “Fé Cega Faca Amolada” de Milton Nascimento, somos testemunhas da cumplicidade mais-que-perfeita existente entre estes dois músicos de eleição, fechando este lado B com “Dança Solitária”, um tema em piano solo que encerra de forma brilhante este obra-prima da música intitulada “Dança das Cabeças” que, quarenta anos após a sua gravação, continua a deixar surpreendido o ouvinte, tal é a sua força e magia.   

                                                             
Egberto Gismonti é um dos maiores músicos da Música Popular Brasileira, que nos oferece texturas provenientes da música popular em perfeita consonância com o jazz e a denominada música erudita. 
Escutar “Dança das Cabeças”, de  Egberto Gismonti e Nana Vasconcelos, é uma gratificante viagem que recomendamos a todos os que gostam de partir para novos universos musicais, por vezes tão pouco divulgados e que bem merecem ser descobertos.


Egberto Gismonti – 8-String Guitar, Piano, Wood Flutes, Voice.
Nana Vasconcelos – Percussion, Berimbau, Corpo, Voice.

Dança das Cabeças - Part I – 25:15
1 – Quarto Mundo Nº.1
2 – Dança das Cabeças
3 – Águas Luminosas
4 – Celebração de Núpcias
5 – Porta Encarnada
6 – Quarto Mundo Nº.2

Dança das Cabeças - Part II – 24:30
7 – Tango
8 – Bambuzal
9 – Fé Cega faca Amolada
10 – Dança Solitária

Duração: 50:10
Ano:1977
Edição: LP/K7/CD

Gravado em Novembro de 1976 no Talent Studio, Oslo, por Jan Erik Kongshaug. Fotografias e Capa de Lajos Keresztes. Layout de Dieter Bonhorst. Produzido por Manfred Eicher.
Todas os temas foram compostos por Egberto Gismonti excepto o tema 3 pertencente a D. Bressane, o tema 7 composto por E. Gismonti e G.E.Carneiro e o tema 9 pertencente à dupla Milton Nascimento / Ronaldo Bastos.



Sem comentários:

Enviar um comentário