sábado, 1 de abril de 2017

Rod Daniel – “Lobijovem” / “Teenwolf”


Rod Daniel – “Lobijovem” / “Teenwolf”
(EUA - 1985) – (91 min. / Cor)
Michael J. Fox, Jerry Levine, Susan Ursitti, Lorie Griffin.

"Lobijovem" de Rod Daniel ´e uma película pouco conhecida que surgiu logo após o enorme sucesso de “Regresso ao Futuro” e revelou-se como um daqueles produtos que a Indústria cinematográfica cria para rentabilizar o sucesso de um actor, junto do público adolescente, como era o caso nessa época de Michael J. Fox. "Lobijovem"/"Teen Wolf", tenta invocar de certa forma os filmes da "Hammer" britânica, mas infelizmente este "Teen Wolf" ficou muito distante das célebres histórias de lobisomens, aliás foi o realizador John Landis, quem conseguiu transpor para o cinema uma das mais belas histórias do género com "Um Lobisomem Americano em Londres" / “Na American Werewolf in London”, já o "remake", que nasceu posteriormente já é outra "estória" e depois há sempre esse outro filme intitulado "Wolf" / “Lobo” do Mike Nichols com o Jack Nicholson e a Michelle Pfeiffer, nos protagonistas, mas aqui estamos num outro território, porque o fantástico termina por dar lugar ao romance… e que belo ele se tornou!


Na película de Rod Daniel, Michael Fox é um jogador do basquetebol, mas a sua equipa anda sempre no fundo da tabela, perdendo todos os jogos por grande diferença. A sua carreira está irremediavelmente perdida, até ao dia em que, numa célebre noite de luar,descobre, com enorme pavor, a metamorfose do seu corpo, num horrível Lobijovem. No entanto o facto não era inédito na família, quando encontra o seu pai no mesmo território da companhia dos lobos e compreende a chave do enigma, que se desenhava perante os seus olhos. As novas capacidades de Scott Howard (Michael J. Fox) transformam-no num magnífico jogador, começando a utilizar os seus poderes em proveito próprio.


Possuindo os elementos necessários aos filmes orientados para um público juvenil e embora não seja detentor de um tema musical dos tops, "Lobijovem" / “Teenwolf” transportava consigo todos os condimentos necessários, para o sucesso junto do público a que era destinado: o amor, a rivalidade, o conflito familiar, as festas juvenis e toda uma série de histórias adolescentes, que olhadas hoje em dia, no formato dvd, nos transportam um pouco ao tempo da nossa adolescência. E nunca é demais deixar uma última nota: Rod Daniel demonstra como é fácil construir um filme dirigido a um público juvenil, sem cair em excessos e que terminou por originar um “remake” e uma série de televisão.



Relembramos assim, hoje, Michael J. Fox, o herói da série "Familie Ties" / “Tudo em Família”, que tantos serões de bom humor nos proporcionou, uma série que reposta no pequeno écran, nos iria novamente fazer sorrir e para aqueles gostaram dessa personagem chamado Suart Little, recordamos que era o actor Michael J, Fox, que fazia a sua voz tímida e inesquecível.

Nota: Poderão ler aqui o que escrevemos sobre o inesquecível livro assinado por Michael J. Fox e intitulado "Um Homem de Sorte" / "Lucky Man: A Memoir".

2 comentários:

  1. Uma das poucas senão a única que vi do genero, que diga-se de passagem, não admiro
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar